28 de out de 2011

Brincar na Praça




As praças estão se tornando um espaço de formação. Pelo menos para o projeto Brincar isto já é uma realidade. Na semana passada, cerca de 40 educadores participantes da formação do Brincar, liderados pela formadora Sandra Marino, ‘ocuparam’ a Praça dos Arcos. A atividade foi parte do encontro de formação para reconhecer o espaço onde o grupo vai expor seus trabalhos em 30 de novembro.
Segundo Ana Leite, do Brincar, o uso das praças é recorrente nas formações do projeto, principalmente naquelas que acontecem nas cidades do interior. Mesmo em São Paulo, os formadores procuram estimular o uso dos espaços públicos, por exemplo, além da Praça dos Arcos, os educadores já foram para a Praça Buenos Aires, na Avenida Angélica.
Educar pelo espaço é uma das premissas do projeto. “Quando você faz uma roda em uma sala é muito diferente de quando você faz em um espaço mais amplo e aberto” explica Ana Leite. Segundo a formadora, sendo a maioria moradores de cidades pequenas do interior de São Paulo e Rio de Janeiro, os participantes têm uma imagem de uma São Paulo só de elevadores, escadas rolantes e metrô, e ficam maravilhados de encontrarem uma praça com áreas verdes.
 A ideia é fomentar o uso dos espaços públicos nos municípios onde vivem e atuam os educadores, para que eles possam praticar isto também com as crianças, ou seja, levar as crianças para explorar as praças, parques e outros espaços da cidade. Além da questão política de se ocupar os espaços públicos, o projeto estimula a interação com estes espaços de forma lúdica.
Fazem parte desta formação professores e gestores de Educação Infantil de 10 municípios - Araraquara, Dobrada, Itaberá, Monte Mor, Monteiro Lobato, Pedro de Toledo, Pirassununga, Resende, São Luís do Paraitinga, Tapiraí e São Paulo. Na manhã de 30 de novembro o grupo de 40 educadores vai apresentar as experiências que eles fomentaram em suas escolas a partir da formação do Projeto Brincar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário